As Praias de Pipa

Embora seja mais conhecida como Praia de Pipa, Pipa, na verdade, é um distrito (de Tibau do Sul) com várias praias por perto, além de passeios que permitem explorar regiões próximas da costa do Rio Grande do Norte.

IMG_2487

Como Chegar

Para chegar até lá, a opção mais utilizada é via aeroporto de Natal. A opção menos conhecida é chegar pelo aeroporto de João Pessoa. Vale bastante a pena comparar o preço das passagens para a data da sua viagem. Como João Pessoa é um pouco menos popular em termos de turismo do que Natal, a passagem para a primeira cidade pode ser consideravelmente mais barata. A diferença de distância não é muito grande e o tempo de estrada é quase o mesmo. Do aeroporto de Natal a Pipa são aproximadamente 90 kms, percorridos em 2 horas. Do aeroporto de João Pessoa, são aproximadamente 140km e também cerca de 2 horas

De ambos os aeroportos você pode pegar um táxi ou já deixar agendado na sua pousada um transfer para estar te esperando lá.

Onde Ficar

Pipa tem muitas opções de pousadas e é super fácil a pesquisa e reserva online por sites como o booking. A “avenida” Baía dos Golfinhos é a ruazinha principal, onde se concentra o agito noturno. Uma boa opção é pegar uma pousada em algumas de suas travessinhas.

Nós ficamos na Pousada Cavalo Marinho, que estava com um preço bom e ficava na Rua das Gameleiras, muito perto do centrinho. As acomodações são bem simples (a pousada é menos bonita do que aparece nas fotos), mas dá para ficar tranquilamente. No mesmo estilo, a Karine me indicou a Pousada Oasis, que fica muito bem localizada, exatamente na rua principal.

Praias

A Praia Central de Pipa, apesar de ser bonita, não é muito recomendável turisticamente. É de lá que partem todos os passeios de barco, então o mar não fica tão limpo. Além disso, a farofa rola solta, principalmente nos finais de semana.

Também central, mas menos muvucada, é a Praia do Amor. É muito frequentada por surfistas, devido ao mar bem mexido com formação de ondas. Isso pode atrapalhar bastante seu banho de mar, porque ficar no mar não é tarefa muito fácil. As correntes são bem fortes e exigem atenção. Não é à toa que antigamente a praia tinha a denominação de Praia dos Afogados. Posteriormente, o nome mudou para Praia do Amor, em homenagem à forma de coração que o mar tem ao chegar na areia.

IMG_2425

Praia do Amor vista do chapadão

É possível chegar até ela andando desde a Praia Central quando a maré está baixa, basta seguir pela direita de quem olha para o mar. Ao passar algumas rochas, você já estará na Praia do Amor. Você logo encontrará a Barraca do Pedro, uma boa opção, com espreguiçadeiras estendidas na areia. Caso a maré esteja alta, ainda é possível chegar à praia pelas escadas que descem as falésias. No entanto, ela é mais gostosa de aproveitar na maré baixa, porque a maré alta deixa a faixa de areia bem estreita.

Para passar o dia, a praia que mais gostamos foi a Praia do Madeiro. Um pouco afastada do centrinho, o jeito mais fácil de chegar até ela é de táxi. Uma escadaria considerável desce pelas falésias até a praia, que é linda e super tranquila.

IMG_2345

Canto tranquilo da Praia do Madeiro

Ao longo da extensa faixa de areia há várias barracas com espreguiçadeiras e serviço de praia. Nós ficamos na Barraca do Jegue, que tinha um atendimento excelente, além de bebida e comida boas.

Praia do Madeiro

Praia do Madeiro

O mar da Praia do Madeiro também é um espetáculo à parte. Águas de um verde claro lindo, além de calmas e quentinhas. Propícias para longos banhos de mar.

Praia do Madeiro vista de cima

Praia do Madeiro vista de cima

Andando até o canto esquerdo de quem olha para o mar, é possível chegar até a Praia de Cacimbinhas, com uma vista bem bonita das dunas acima das falésias.

IMG_2348

Praia de Cacimbinhas

Por fim, uma praia que teria ter conhecido, mas não deu tempo, é a Praia das Minas. Bem vazia e com pouca estrutura, é um pouco mais selvagem que as outras praias. Nela está situada a barraca Yahoo, que pareceu bem linda em fotos.

Barraca-Yahoo

Barraca Yahoo – Praia das Minas (Fonte Silvana Bertolucci)

Passeios

Além de descansar nas praias, é possível fazer alguns passeios em Pipa.

– Passeio de Bugue

O mais popular (e, na minha opinião, mais legal) é o passeio de bugue. Há duas opções: para o litoral norte e para o litoral sul. O passeio pelo litoral norte vai até as dunas de Genipabú. Como essa área fica perto de Natal e há vários passeios que partem também daquela cidade, os lugares costumam ser mais cheios, principalmente nos finais de semana. Também pelo fato de as praias serem bastante frequentadas, a maioria dos deslocamentos se dá na estrada, o que achamos que poderia tirar um pouco da graça do passeio.

IMG_2456

Optamos, então, pelo passeio pelo litoral sul, que parte de Pipa e vai até a divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba. Menos explorada, a região é bem vazia e, na maioria das vezes, ficamos absolutamente sozinhas nos lugares em que passamos (dá pra ver no vídeo abaixo). A falta de turistas, entretanto, não é porque os lugares são menos bonitos, muito pelo contrário.

Caso o vídeo não abra, você pode clicar aqui.

O passeio pelo sul começa com o Mirante do Chapadão, de onde se avista a Praia do Amor de cima e a cor linda do mar da região. Mesmo que não vá fazer o passeio de bugue, vale a pena dar uma passada no chapadão, que é facilmente acessado da cidade de taxi ou até mesmo à pé, caso tenha pique.

IMG_2451

Mirante do Chapadão

De lá, o bugue passa por cima das falésias em várias praias desertas e vai parando para você poder admirá-las. Uma das mais bonitas é a Praia da Cancela. Se você quiser, pode descer para visita-las à pé. Também paramos em um ponto de observação de tartarugas marinhas.

IMG_2474

Praia da Cancela

IMG_2498

Uma das muitas praias desertas pelo caminho

Depois de atravessar o Rio Catu por plataformas flutuantes movidas a energia humana, chega-se a Barra do Cunhaú, um pequeno povoado.

De lá, pega-se um balsa para atravessar o Rio Curimataú e partir em direção à Baía de Formosa, um lugar lindo. Na ida, passamos pelo alto da baía, tendo uma visão panorâmica das suas águas claras.

IMG_2515

Baía de Formosa

Na volta, nosso bugue veio pela própria praia. Vimos várias peixarias em ação, conversamos com pescadores, vimos diversas cenas do cotidiano de um nordeste ainda não massificado pelo turismo e passamos pertinho das falésias, que já estavam em um tom rosado de final de dia.

IMG_2609

Baía de Formosa

Um lugar único em termos de beleza e paz.

IMG_2601

Cotidiano tranquilo

IMG_2596

Mas voltando à ordem cronológica do passeio, da Baía de Formosa continuamos descendo e fomos pelas próprias areias da Praia do Sagi até a divisa com a Paraíba. No lugar, além de uma placa indicativa, existe um tirolesa e a opção de passeio de barco. Nada nos atraiu muito e fomos para o restaurante que nosso bugueiro indicou para almoçar.

Divisa entre RN e PB

Divisa entre RN e PB

Comemos no Açu Sagi, um restaurante simples, mas com a comida mais gostosa do feriado. Pedimos moqueca de camarão e um robalo com farofa de carne seca que estava de comer rezando. Muito bom! O restaurante também tem algumas espreguiçadeiras na praia e ficamos por lá descansando um pouco e tomando sol.

Na Praia do Sagi, só nós e os pescadores.

Na Praia do Sagi, só nós e os pescadores.

A partir daí foi pegar o caminho de volta. Após retornar da Praia do Sagi, há uma entrada para uma área de mata atlântica privada, que às vezes fica aberta ao público. Quando isso acontece, os bugueiros voltam por ela. No dia em que fomos estava fechada.

IMG_2563

Gostamos bastante do passeio, que dura o dia todo. Nosso bugueiro também era excelente e tem bastante conhecimento da região, foi nos explicando várias coisas. Aliás, uma coisa que achei muito legal foi que para ser bugueiro credenciado no RN é necessário prestar concurso. Quem é aprovado faz um curso de formação, com aulas de direção, história e geografia. Para quem quiser o contato do nosso bugueiro, ele se chama Rodrigo, telefone (84) 99911-0440. Só cuidado: ele mesmo brinca com o fato de falar bastante hehehe.

IMG_2611

Final de tarde no Rio Curimataú

 

– Pau de Arara

Um alterantiva ao bugue é o passeio de Pau de Arara, uma jardineira que acomoda até 12 pessoas e faz o mesmo percurso do bugue pelo litoral sul. A diferença é que depois ele sobe até Tibau do Sul, para visitar as dunas da Praia das Cacimbas e depois assistir o pôr do sol da Lagoa Guaíra (que vou falar mais para frente).

Sinceramente, acho que deve ficar um pouco corrido, porque quando voltamos do nosso passeio de bugue, já estava quase anoitecendo. Para conseguir subir até Tibau do Sul teríamos que ter feito um ritmo mais apressado durante o dia.

– Passeio de Barco

Outro programa comum em Pipa é o passeio de barco. Eles são, basicamente, de 3 tipos.

IMG_2712

Baíra dos Golfinhos vista do barco

O mais curto dura 1:30 e  sai em diversos horários, passando pelas praias de Pipa para ver as paisagens e os golfinhos (há 99% de ver golfinhos nos passeios de barco!!). O outro tipo de passeio é o all inclusive, que traz comidas e drinks à vontade. Um deles dura uma tarde e sai mais ou menos na hora do almoço, terminando na Lagoa Guaíra para ver o pôr do sol. O outro, também all inclusive, dura o dia inteiro, passa pela Lagoa Guaíra mas não fica para o pôr do sol.
Todos são feitos em barcos tipo escuna, com um número considerável de pessoas.
Como nós preferimos uns passeios mais por conta, fizemos um bem bolado. Descolamos uma lancha só para a gente para fazer o passeio de 1:30 pelas praias. O valor total da lancha (que cabe bastante gente) foi de R$350,00 (que dividimos em 4). O motorista foi passando por diversas praias e parou na baía dos golfinhos, onde vimos vários deles se exibindo na frente do barco. Muito fofos e cenários muito lindos.
Para ter uma idéia, vale a pena assistir o vídeo abaixo (se não abrir, clique aqui).
O pôr do sol na Lagoa Guaíra nós deixamos para fazer por terra no final da tarde, conto mais embaixo.
Nossa lancha era bem confortável e cabia tranquilamente umas 10 pessoas. Contratamos com o Titico – (84) 99175-4782. O único porém é que o passeio é feito cedo, das 8:30 às 10:00, porque depois disso a lancha sai para os passeios regulares. O lado bom é que depois vc terá o restante do dia para aproveitar as praias.

 

– Apreciar o Pôr do Sol

Outra atividade bem popular em Pipa é apreciar o pôr do sol. Um dos lugares mais bonitos para fazer isso é a Lagoa da Guaíra, em Tibau do Sul.

Põr do sol em Tibau do Sul

Põr do sol em Tibau do Sul

Além de assistí-lo pelo passeio de barco, que já mencionei ali em cima, é possível fazer por terra, que foi nossa opção. Basta pegar um taxi em Pipa e pedir para ele te deixar na Creperia de Tibau, todos sabem onde é. A Creperia Marinas fica em um deck sobre a Lagoa Guaíra e de lá é possível esperar o sol se por comendo um crepe e tomando alguma coisa. Como o pôr do sol em Pipa é cedo (por volta de 17:00), vale a pena chegar por volta das 16:00, para garantir uma boa mesa.

Creperia Marinas

Creperia Marinas

Embora não tão bonito como o pôr do sol na Lagoa Guaíra, na própria cidade de Pipa está o Mirante Sunset Bar, um barzinho montado na encosta de um morro, com vários níveis de mirantes (o mais legal é o número 6, mais alto), de onde é possível ver o cair do sol. O clima é muito gostoso por lá e vale a pena visitar um dia.

IMG_2379

Mirante Sunset Bar

IMG_2382

Restaurantes e Bares

Por fim, Pipa não tem muito o que fazer à noite. As principais lojinhas, restaurantes e bares estão na ruazinha principal.

IMG_2395

Rua Principal

Confesso que não pesquisamos muito para comer. O único que realmente já tinhamos lido antes de ir foi o restaurante Tapas, que não decepcionou. A comida é excelente! Não deixe de provar o Polvo e o Atum deles.

Caso queira esticar um pouquinho a noite, os bares Oz e Ágora têm programação que varia ao longo da semana, com samba, reagge etc.

Agito no Oz Bar

Agito no Oz Bar

Nós passamos 3 dias inteiros em Pipa, aproveitando um feriado. Não é muito, mas foi o suficiente para conhecer as principais atrações do lugar e sairmos de lá encantadas!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s