Fatehpur Sikri – A capital abandonada do Império Mongol

A viagem de Jaipur à Agra de carro leva cerca de 6 horas. Já quase chegando, a cerca de 40km de Agra, fizemos uma parada para conhecer Fatehpur Sikri.

DSC_6731 (800x534)

A pequena cidade foi construída no século XVI, na época do domínio mongol e da dinastia Mughal, pelo imperador Akbar que decidiu construí-la para ser a capital do império que, na época, era Agra. A escolha do local deu-se também como homenagem a um feiticeiro do vilarejo local que, diz a lenda, conseguiu fazer com que o imperador tivesse o primeiro herdeiro.

DSC_6709 (800x534)

Quartos

As construções, porém, foram habitadas por cerca de apenas 20 anos, sendo abandonadas possivelmente por falta de água e calor excessivo.

DSC_6747 (800x534)

Sala de audiências

Hoje, a cidade, toda construída em arenito vermelho, encontra-se em perfeito estado de conservação e nos dá uma ótima ideia de como era a vida no tempo de sua construção. Há diversos palácios, salas de audiências, jardins, pátios, piscinas. Em 1986,  Fatehpur Sikri foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

DSC_6734 (800x534)

DSC_6738

O marajá tinha uma espécie de xadrez cujas peças eram as moças da corte!

O imperador era conhecido por ser liberal, por pregar integração cultural e a convivência pacífica entre as várias crenças (ele mesmo tinha três esposas: uma hindu, uma católica e outra muçulmana) e essa característica é bem notada nos detalhes das construções.

O interesse pelo sincretismo religioso era tamanho que Akbar chegou a criar uma religião própria que reunia todos os aspectos que ele considerava bons das religiões que conhecia. Essa religião, chamada Din-e-ilahi, durou muito pouco e hoje não existe mais.

De um lado está a parte dos aposentos do marajá e das pessoas do corte (das fotos acima), na outra está a parte religiosa, com a construção de uma mesquita, o mausoléu do feiticeiro etc.
DSC_6759 (800x534)
DSC_6782 (800x534)

Interior da Mesquita

 A entrada para essa parte religiosa é feita pela maior porta existente na Ásia inteira.
DSC_6762 (800x534)

O portal de entrada

DSC_6778 (534x800)

A maior porta da Ásia

O complexo todo conta com uma infraestrutura completa para o turismo. Vale a pena caminhar com a companhia de um guia para tornar a visita mais interessante. Ficamos umas três horas andando por lá e seguimos rumo em direção a Agra.

Veja também:

Nós Vamos Para a Índia!! – o que esperávamos, nosso roteiro e dicas práticas

Nós Fomos Para a Índia …. e Amamos!!! – impressões gerais e mais dicas práticas

Delhi: a capital do subcontinente indiano

Udaipur – A Primeira Parada no Rajastão

Ranakpur – Os Templos Jainistas

Jodhpur – A Cidade Azul

Jaipur – A Cidade Rosa do Rajastão

Fatehpur Sikri – A capital abandonada do Império Mongol

Agra e o Taj Mahal

A cidade sagrada de Varanasi

Advertisements

9 thoughts on “Fatehpur Sikri – A capital abandonada do Império Mongol

  1. Pingback: Agra e o Taj Mahal | Diários de Férias

  2. Pingback: A cidade sagrada de Varanasi | Diários de Férias

  3. Pingback: Nós Vamos Para a Índia!! | Diários de Férias

  4. Pingback: Nós Fomos Para a Índia …. e Amamos!!! | Diários de Férias

  5. Pingback: Delhi: a capital do subcontinente indiano | Diários de Férias

  6. Pingback: Udaipur – A Primeira Parada no Rajastão | Diários de Férias

  7. Pingback: Ranakpur – Os Templos Jainistas | Diários de Férias

  8. Pingback: Jodhpur – A Cidade Azul | Diários de Férias

  9. Pingback: Jaipur – A cidade rosa do Rajastão | Diários de Férias

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s