Bali Leste – Tirta Gangga, Pura Besakih e Goa Gajah

** Os posts de Bali subiram na ordem errada. Fique atento porque são 6, na ordem correta: Programando a Viagem, Ubud, Bali Leste, Arredores de Ubud, Bali Central e Praias.

No DIA 3, nosso roteiro era passar pelo Templo Pura Besakih e pela Caverna do Elefante (Goa Gajah). O Roby sugeriu de incluirmos o Templo das Águas, chamado Tirta Gangga e topamos.

A visita, então, começou pelo Tirta Gangga, que significa Águas do Ganges. É um templo com vários lagos e fontes, além de piscinas utilizadas pelos locais como um espécie de parque aquático. Bem bonito.

Bali (492) (800x534) Bali (495) (800x534)

Saindo de lá, começamos a subir serra que não acabava mais. No caminho, o Roby ia parando em lugares com vistas para campos de arroz e nos levou almoçar em um restaurante. O lugar era ponto de parada de ônibus de turismo e a comida deixava bem a desejar. Mas o visual era bonito.

 Bali (530) (800x534)_edited

De lá, partimos para o Pura Besakih, templo mãe de todos os templos em Bali. Se quiser visitar apenas um, tente ir nesse. O complexo é enorme e a arquitetura é impressionante. Logo na entrada, há um portão em cima de uma escada que parece que vai te levar ao céu. Bali (565) (Small)

Quando o Roby nos deixou na entrada, ele já deu a dica de que falariam para a gente que estaria tendo algum tipo de cerimônia e que, portanto, não seria possível entrar sem um guia. Falou para respondermos “obrigado” e continuarmos andando. Dito e feito.

Bali (533) (800x534)_edited

Saída da cerimônia

Assim que apontamos perto do templo, muitos, muitos homens nos abordaram com essa mesma história. Nós falávamos um “ok, thank you” bem simpático e saíamos andando, mas chegavam outros muitos. O problema é que eles não nos deixavam entrar no templo! Impediam a entrada mesmo, falando que era proibida sem um guia. Um absurdo, mas o negócio era uma máfia. Pode ser que a gente tenha dado azar, porque aquele dia realmente tinha acontecido uma cerimônia bem grande – e o pessoal aproveitou para ficar por lá para tirar uma graninha dos turistas. Nós ficamos uma meia hora nesse entra não entra, até que nos irritamos e demos o equivalente a 5 dólares para que algum deles passasse conosco pelo portão e nos deixasse em tranquilidade lá dentro.

Bali (552) (800x534)

Mesa de oferendas

Bali (556) (800x534)_edited

Li no Lonely Planet que muita gente acaba não gostando do templo por esse tipo de assédio mas, se conseguir relevar os contratempos, o lugar é muito lindo!

 Bali (548) (800x450)

Bali (558) (800x534)_edited

Na volta, já estávamos bem cansados e era quase final da tarde, mas nosso roteiro ainda incluía a Caverna do Elefante (Goa Gajah).  Apesar de ser um programa turístico bem comum, a caverna é super simples. A entrada é decorada com o rosto de uma figura típica balinesa e no exterior tem uma fonte de água.

Bali (584) (800x534)

É legal, mas não imperdível. Acho que a melhor estratégia é deixar para o final do dia mesmo, assim, se não der tempo de fazer tudo, você perde a menos interessante das 3 atrações.

O roteiro continua com posts de Arredores de Ubud, Bali Central, Gili Trawagan e Praias.

Advertisements

8 thoughts on “Bali Leste – Tirta Gangga, Pura Besakih e Goa Gajah

  1. Pingback: Bali – Ubud e Considerações Gerais Sobre o Interior | Diários de Férias

  2. Pingback: Bali – Programando a Viagem | Diários de Férias

  3. Pingback: Bali – Arredores de Ubud | Diários de Férias

  4. Pingback: Bali – As Praias | Diários de Férias

  5. Pingback: Bali Central – Danau Bratan e Jatiluwih Rice Fields | Diários de Férias

  6. Oi Maira, tudo bem?
    Li seu post enquanto estava em Bali e contratei o Roby para ir ao Besakih um dos dias em que nosso motorista estava ocupado. Na entrada do templo, aconteceu o mesmo episódio da “pedição” de dinheiro mesmo após ter pago o ingresso. Roby falou que não precisariamos pagar pq estávamos com ele, mas na hora da pegadinha, ele sumiu e não interferiu em nada.
    Ficamos bravos, chateados e pagamos uma quantia ínfima (acho que uns U $2 em rúpias), com cara feia os tais carinhas nos deixaram passar. Mas um episódio que ocorreu na sequência me chamou a atenção, quando seguimos em direção ao templo, o Roby fez que havia esquecido algo no carro e voltou para buscar. Desculpe perguntar algo tão específico, mas vc se lembra disso ter acontecido com vocês também? É que uma dúvida ficou plantada na nossa cabeça, que ele tenha voltado para pegar parte dessa propina cobrada. Eu sei que isso não faz diferença nenhuma mais, mas assim como você, eu também pretendo escrever meus relatos de viagem e adoraria recomenda-lo aos meus amigos, mas a atitude na situação ficou bastante suspeita. Parabéns pelo blog, seus relatos são ótimos e os de Bali estão show! Abraços, Poliana

  7. Pingback: Bali – Programando a Viagem | Diários de Férias

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s