Bali – As Praias

** Os posts de Bali subiram na ordem errada. Fique atento porque são 6, na ordem correta: Programando a Viagem, Ubud, Bali Leste, Arredores de Ubud, Bali Central e Praias.

Como disse no post de dicas práticas, tinha escutado de muita gente e lido em muitos lugares que as praias de Bali não eram tão bonitas assim. Eu discordo e concordo ao mesmo tempo.

As praias mais turísticas, como Seminyak e Nusa Dua, não tem nada demais mesmo. Areia e água do mar escuras. Mas todas as outras praias que visitamos eram muito bonitas, como poderão ver nas fotos. Pode ser que demos sorte, porque o mar estava super calmo, o que faz a água ficar transparente. Em Padang Padang, que é famosa por suas ondas, pegamos uma piscina. Pode ser que quando o mar esteja agitado, a água não fique tão clara assim e por isso as pessoas não gostem tanto, mas vi na internet fotos bem bonitas das praias que passamos, quando estava fechando nosso roteiro.

Feitas essas considerações, vou passar o que conhecemos.

No DIA 7, estávamos chegando de Gili Trawagan e escolhemos um barco que nos deixasse no porto de Seragan, mais perto de Seminyak, onde montamos base para conhecer a região das praias. Mas, antes de ir para o hotel, demos uma desviada para o Templo de Tanah Lot. O templo fica dentro do mar e o complexo todo é bem bonito.

 Bali (936) (800x534)

Quando a maré está baixa, é possível ir caminhando até o templo, onde há religiosos dando benção. Eles pedem uma contribuição, à sua escolha. É super rápido. Você lava o rosto, eles fazem uma reza, colocam um punhado de arroz na sua teste e uma flor na sua orelha.

 A visita ao lugar é bem famosa no pôr-do-sol. Mais para cima do templo, há vários restaurantes, onde dá para ficar tomando alguma coisa e esperando pelo espetáculo. É bem bonito ver a figura sombreada do templo contra o céu de final de tarde.

Bali (967) (800x534) Bali (998) (800x534)

Nós tiramos muitas fotos, mas a melhor saiu no meu celular!

foto 1 (10)

À noite, depois de ir para o hotel e deixar as malas, fomos jantar no La Lucciola. O restaurante não fica Restaurant Street, é de frente para o mar. Tem a parte da frente toda aberta e é bem bonito. Precisa reservar, porque fica bem cheio. A comida é gostosa (mistura de italiana com balinesa), mas o preço é um pouquinho acima da média. Vale mais pelo ambiente.

WP_20140408_014

Embora a praia de Seminyak não seja nada demais, escolhemos a cidade como base para conhecer a região das praias porque ela é bem agitada à noite, com vários bares, restaurantes e lojas. Por outro lado, não é a muvuca e bagunça de Kuta (que nem passamos perto, depois de ouvir tanta gente falando mal).

No dia seguinte (DIA 8), ficaríamos em Seminyak. Os planos eram passar o dia no beach club Potato Head e, um pouco antes do final da tarde, ir para o Ku de Ta assistir ao pôr-do-sol.

** O Bali Bible traz várias recomendações de beach clubs, muitos são próximos a Seminyak. Aqui.

O que nós não sabíamos é que era dia de eleições e a maioria dos estabelecimentos comerciais estaria fechada. Chegando no Potato Head, demos com a cara na porta! Ligamos para o Ku de Ta e eles informaram que só abririam a partir das 16h. Apesar do nosso hotel ter piscina, ela era pequena e não queríamos ficar ali morgando o dia todo. O Roby (ligamos para ele heheh) deu a dica de irmos ao Hotel W, que com certeza estaria aberto.

Dito e feito. É possível usar a (enorme) piscina do hotel mesmo não sendo hóspede. Paga-se uma taxa de aproximadamente 30 dólares, consumíveis. Como almoçaríamos por lá, não foi problema. O bom do W é que ele fica de frente para a praia, então dá para ir alternando a piscina com o mar.

Quando chegou perto das 16:00, partimos para o Ku de Ta. Apesar de ser um beach club, as cadeiras não ficam na areia. Elas ficam em um jardim atrás da praia e não há piscina. Como já era final da tarde, não estávamos muito interessados em tomar sol, mas não acho que seja um bom lugar para passar o dia inteiro.

Bali (1016) (800x534)

A coisa muda no final da tarde. Várias pessoas chegam por lá para ver o pôr-do-sol e tem um DJ tocando música. É bem animado e aquele dia foi lindo!!

Bali (1026) (800x534)

Logo que o sol se põe, eles colocam umas velas nas cadeiras que dão para a praia e abrem o restaurante. Nós não ficamos para a noite porque estávamos de biquíni. Um bom esquema é chegar para o pôr-do-sol já de banho tomado e ficar por lá para jantar. Vi muita gente fazendo isso e me arrependi de não ter feito o mesmo.

Bali (1034) (800x534)_edited

Para jantar em Seminyak, o melhor lugar é a Restaurant Street (chama Jl. Kayu Aya ou Jl. Laksmana ou Oberoi Road). Como disse nas dicas práticas, foi lá que nos hospedamos.

Restaurantes legais que indico (fui em 2013) são o Ultimo, o La Trattoria e o Rumors (esse é bem lotado e um pouco barulhento).

Tem outros restaurantes lindos pela região, indicados pelo Bali Bible. Confira aqui.

No dia seguinte (DIA 9), o Roby passou nos pegar bem cedo e fomos para Padang Padang. Tínhamos colocado no nosso roteiro porque a praia é bem famosa pelas ondas mas, chegando lá, o mar estava uma calmaria. A maioria das praias de Bali é em forma de cliff, então você chega pela estrada lá do alto e tem que descer (e depois subir na volta) várias escadas para chegar. Outra coisa que notei é que a maioria tem uma parte rasa bem comprida e as ondas começam a quebrar mais para trás.

Achei Padang Padang lindíssima. A parte rasa da água era super comprida e totalmente transparente. Nós chegamos bem cedo e a praia estava vazia. Por volta das 11:00h, começou a encher e não ficou mais tão gostoso, porque ela é pequena.

Bali (1050) (800x534)_edited DCIM100GOPRO

No horário de pico, é a hora de partir para a Impossibles Beach. A praia é bem escondida e tem zero estrutura. Sabia que ela era vizinha de Padang Padang, mas não sabia como chegar. Achamos porque o Roby foi perguntando e descobriu onde era, mas não há sinalização dela na estrada que liga as praias. Para chegar, precisa deixar o carro e ir seguindo uns sinais pichados nos muros. Outra opção é ir nadando de Padang Padang, se tiver fôlego e o mar não estiver agitado.

Apesar de todos os turistas já estarem pelas praias a essa hora, em Impossibles só tinha uma menina. Para melhorar, era ainda mais bonita que Padang Padang.

Bali (1077) (800x534)_edited

Impossibles vista de cima, A pedra na esquerda é o fim de Padang Padang.

Ficamos curtindo o mar e a praia e, quando deu umas 14:00, partimos para Uluwatu. A praia também é em forma de cliff, só que na encosta ficam vários restaurantes, todos com vista para o mar. É super gostoso almoçar e ficar bebendo algo por lá, vendo os surfistas pegarem as ondas nessa praia tão famosa para o esporte. Naquele dia, o mar também não estava muito bom para eles, mas tinha alguns tentando rs!

Bali (1097) (800x534)

Uluwatu vista dos restaurantes. É só escolher algum.

Depois da digestão, descemos para a praia. Tem que ir descendo pelo meio dos restaurante e perguntando o caminho. Você vai chegar a uma mini faixa de areia, que estará cheia de gente.

Bali (1117) (800x534)_edited

“Primeira”praia de Uluwatu

Mas, olhando para a sua esquerda, tem uma escada para um bar. Passando essa escada, você vai indo pelo meio das pedras, abaixando um pouquinho, e chega a uma faixa de areia maior, com uma praia bem mais bonita. Quem nos disse isso foi um local, que percebeu que estávamos indecisos se ficávamos na primeira parte ou não. Se não achar a entrada para a segunda praia, pergunte a alguém ou suba a escada até o bar para ver de cima.

DCIM100GOPRO

“Segunda” praia de Uluwatu

Em Uluwatu, ainda há o templo de mesmo nome, famoso pelo pôr-do-sol. Fomos para lá no final da tarde. O templo é um complexo grande e eu não achei as construções tão bonitas. A graça fica por conta das paisagens e dos macacos. Li em vários lugares que eles eram agressivos e roubavam várias coisas, como óculos, câmeras, etc, mas não vi nada disso! Até o Roby, que também tinha nos alertado, se impressionou.

Bali (1134) (800x534) Bali (1169) (800x534)

Perto do final da tarde, é só seguir o fluxo de turistas para uma mureta, perto de onde acontece um show de dança. De lá, dá para ver o sol se pondo na água e a silhueta do templo na sombra. É uma das imagens mais famosas de Bali.

Bali (1141) (800x534)

Arquibancada onde acontece o show de dança

Nós não entramos para o show, ficamos só ali na mureta vendo o sol descer e aproveitando o visual.

Bali (1158) (800x534)

De lá, fomos para o hotel, tomamos banho e jantamos na Restaurant Street de novo.

No dia seguinte (DIA 10), tínhamos nos programado para conhecer Balangan e Green Bowl, mas o Roby queria nos mostrar também Pandawaga e Nusa Dua, que ele dizia serem melhores (descobrimos, depois, que o “melhor” era com mais estrutura turística). Como essa última é bem famosa e tinha lido muitas pessoas falarem bem dela, aceitamos.

Começamos nosso dia em Balangan. Descendo as escadas e indo para o lado direito, a praia é bem bonita, com um mar calmo.

Bali (1182) (800x534)

A infra-estrutura está no lado esquerdo, com várias espreguiçadeiras para alugar. Essa parte da praia achei menos bonita. Não que seja feia, mas nada além do que temos no Brasil. A praia também é bem famosa pelo surf e esse dia as ondas ali no lado esquerdo estavam um pouco melhores.

Saindo de lá, o Roby nos levou para Pandawaga. A praia é bem extensa e o mar é bem bonito, como uma água clarinha. Tem mais estrutura que as demais, com vários ônibus de turistas chegando no lugar. Aproveitamos um pouco o mar e fomos embora, não era o tipo de praia que estávamos querendo.

A próxima parada foi na Green Bowl (você poderá achar também como Green Ball ou Green Bali). São muitas escadas para chegar, mas cada degrau vale a pena. A praia é muito bonita, na minha opinião, a mais bonita que conhecemos!!

????????????? DCIM100GOPRO

Não tem estrutura nenhuma e, por ser pouco conhecida, não tinha quase ninguém, só alguns surfistas. O bom da praia é que ela tem uma parte longa rasa, as ondas quebram mais atrás. Serve para quem quer ficar tranquilo no mar sem levar espuma na cabeça e para quem quer surfar. A hora que cansar do sol, ainda tem uma parte de areia coberta por uma espécie de caverna.

DCIM100GOPRO

Os planos originais eram já ir para Jimbaran almoçar, mas antes demos uma desviadinha para Nusa Dua. Foi a minha maior decepção da viagem! Não achei a praia nada demais, areia escura e mar idem. Tinha ouvido tanta gente falar bem, que até hoje não sei se não fomos nós que demos azar no dia. Foi o tempo de chegar até a areia, um olhou pro outro e falou: hum, vamos embora? Não rendeu nem uma foto para colocar aqui rs!

** Daí porque disse nas dicas práticas que contratar um motorista não te exime de fazer a lição de casa. Se não tivéssemos pesquisado e seguido apenas as dicas do Roby, teríamos conhecido só Nusa Dua e Pandawaga, as menos bonitas do dia. 

Em Nusa Dua, há muitos hotéis e também é uma região bem popular para hospedagem entre os turistas.

Aí sim fomos para Jimbaram. A praia em si é nada bonita, mas é muita famosa pelos Barbecues de Frutos do Mar. São vários restaurantes, um ao lado do outro. É só escolher um para sentar. Pena que ainda não existia o blog, senão teria anotado o nome para indicar em qual comemos. Estava tudo uma delícia. Foi uma coisa de 15 dólares cada um, para comer camarão, lagosta, lula e polvo, tudo feito na grelha, com um tempero delicioso. Os pratos ainda incluíam arroz e uns molhinhos. Delícia!

Como já era final da tarde, voltamos para o hotel e, com muita criatividade, jantamos na rua de novo.

No DIA 11, nosso vôo partiria à tarde e os planos originais eram de ficar de manhã relaxando na piscina do hotel. Mas, como nossa tentativa de conhecer o Potato Head tinha furado, decidimos passar a manhã por lá. Como o Ku de Ta, as espreguiçadeiras também não ficam na areia, mas ele tem uma piscina.

WP_20140412_001

Dá para ver a praia de Seminyak ao fundo. Nada demais.

Aproveitamos para almoçar por lá e achamos o restaurante bem bonitinho e a comida super gostosa!

foto 2 (8)

Exterior do Potato Head, todo de janelas.

Gostaria muito de poder colocar um DIA 12, 13, 14 etc. no roteiro hehee. Eu amei muito essa viagem, poderia passar tranquilamente muito mais tempo por lá, mas acho que o tempo que ficamos já foi suficiente para curtir bastante. Não sou de repetir viagens, mas se estiver indo para Bali, pode chamar, você já tem uma cia garantida!

Advertisements

7 thoughts on “Bali – As Praias

  1. Pingback: Bali Central – Danau Bratan e Jatiluwih Rice Fields | Diários de Férias

  2. Pingback: Arredores de Ubud | Diários de Férias

  3. Pingback: Bali Leste – Tirta Gangga, Pura Besakih e Goa Gajah | Diários de Férias

  4. Pingback: Bali – Ubud e Considerações Gerais Sobre o Interior | Diários de Férias

  5. Pingback: Bali – Programando a Viagem | Diários de Férias

  6. Pingback: Bali com crianças – parte 1 (Vídeo post) | Pequenos pelo mundo

  7. Pingback: Bali – Programando a Viagem | Diários de Férias

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s