Roteiro na Capadócia

Eu passei apenas um dia inteiro na Capadócia. O tempo foi suficiente para conhecer as atrações, mas recomendo deixar mais um dia por um motivo: a principal atração do local é o voo de balão e, se você der azar com vento no único dia que estiver por lá, pode não conseguir fazê-lo.

Para a região, nós já contratamos aqui de São Paulo um tour com guia particular, porque tínhamos pouco tempo e com o guia conseguiríamos fazer as coisas mais rápido, sem ficar batendo cabeça sozinhos.

Nosso voo chegou em Ankara (capital do país) e nosso guia nos pegou para conhecer o Museu das Civilizações da Anatolia. Eu achei o museu interessante, porque tem diversas peças históricas dos povos que habitavam a região, dentre elas um crânio que acreditam ser do Rei Midas.

DSC01328 (800x451)

De lá, partimos para o Mausoleu de Atatürk. Já falei um pouco do fundador da República Turca no post de Istambul e de como ele é querido. O Mausoleu contém a tumba de Ataturk e um museu no interior.

IMG_3265 (800x533) IMG_3263 (800x533)

Apesar de estarmos em plena primavera, saímos do museu e estava nevando. Quase morri do coração pensando no nosso passeio de balão!

De Ankara para a Capadócia, nós fomos de carro. Se quiser pular Ankara, há dois aeroportos na região da Capadócia. O Aeroporto de Nevsehir, embora seja o mais próximo (aproximadamente 30 minutos de Urgup e Goreme), é o menos utilizado, porque tem apenas dois voos diários. O mais utilizado é o Kayseri, a mais ou menos 45 minutos/1 hora das cidades turísticas.

Chegando na região, ainda antes de ir pro hotel, passamos em um lugar para ver de fora as casinhas esculpidas em morros.

IMG_3276 (800x533)

As cidades mais comuns de hospedagem na Capadocia são Urgup e Goreme, mas nós ficamos em Uçhisar, por causa do nosso hotel. Queria muito ficar em um hotel caverna e, depois de ler algumas informações, batemos o martelo pelo Museum Hotel. Não sou de fazer muita propagando dos hotéis que fico, até porque só uso pra dormir mesmo. Mas esse hotel é o máximo. Se tiver oportunidade, fique nele.

O nome do hotel decorre do fato dele ficar em ruínas restauradas de casas-caverna e ele é decorado com diversos objetos encontrados durante a restauração. Ou seja, uma experiência típica do local!

IMG_3295 (800x533) IMG_3305 (800x533)

Além disso, tem vistas de tirar o fôlego do vale onde são feitos os passeios de balão. Quando fui, estava frio e a piscina estava desativada. Se você for no calor, da piscina dá pra ficar observando tanto o vale, quanto os balões passeando (de manhã cedo). A mesma paisagem você tem no café da manhã, servido nas mesinhas de fora. É maravilhoso! No site do hotel tem mais fotos ..

IMG_3293 (800x533) IMG_3297 (800x533)

Se quiser uma localização mais agitada e prática, acredito que a melhor base seja a cidade de Goreme, onde há vários hotéis e restaurantes.

No dia seguinte, madrugamos para fazer o passeio de balão, que tinha sido confirmado (ufa!). Uma van da empresa passou pra nos pegar no hotel e nos levou até o local de onde eles decolam. Fizemos com a Anatolian Balloons (a mesma que caiu o balão, mas garanto que nosso foi tranquilo rs!!).

IMG_3321 (800x533)

O vôo de balão pela Capadócia é considerado pela National Geographics o segundo mais bonito do mundo, só perde para o do Quênia. E é uma experiência maravilhosa mesmo, a paisagem é incrível e o balão às vezes desce pertinho dos morros, às vezes sobre bem alto para ter uma vista panorâmica da região.

DSC01340 (800x176)

IMG_3343 (800x533)

IMG_3332 (800x527) IMG_3348 (800x533)

De volta ao hotel, tomamos café da manhã e esperamos nosso guia passar para nos levar até o Museu a Céu Aberto de Goreme. Declarado pela UNESCO Patrimonio Mundial, é um complexo de diversas igrejas esculpidas nas rochas. Foi formado entre os séculos II e III d. C., quando sacerdotes chegaram à região e criaram um centro de atividade cristã, mas a maioria das igrejas visitadas é do século XI.

A mais famosa é a Igreja da Maçã, mas a mais bonita é a Igreja da Fivela (Tokali). Essa última está fora do museu, a uns 50 m da saída, mas pode ser visitada com o mesmo bilhete. Não se pode tirar foto do interior.

Além das igrejas, há o Convento de Freiras (Nunnery), feito dentro de uma montanha, onde dá para visitar a sala de refeições, a cozinha e alguns quartos.

IMG_3394 (800x533) IMG_3407 (800x533)

IMG_3420 (800x533)

Saindo de lá, fomos para a cidade subterrânea. Na região, há algumas cidades desse tipo, porque muitos exércitos atravessam a Anatólia Central, fazendo pilhagens e escravizando as pessoas que encontravam. Os habitantes, então, utilizavam esses complexos subterrâneos para viver até por meses, enquanto os exércitos não iam embora. Nós visitamos a Cidade de Kaymakli, a maior da região. São 8 andares subterrâneos, mas só 4 são abertos à visitação. É super interessante!

IMG_3438 (800x533)

IMG_3441 (533x800)

À tarde, fomos até a região das Chaminés de Fadas. Quase não dá para acreditar que elas foram esculpidas pela natureza, parece um cenário. Essas formações decorrem da erosão e da ação do vento (o topo é de basalto – mais duro-, enquanto a base é de terra). Nós chegamos por cima, de onde se tem uma vista panorâmica linda da região.

 IMG_3471 (800x533)

IMG_3480 (533x800)

De lá, voltamos para o hotel e ficamos por lá aproveitando a paisagem. No dia seguinte, já voltaríamos para Istambul.

Advertisements

4 thoughts on “Roteiro na Capadócia

  1. Pingback: Pammukale e Hierápolis | Diários de Férias

  2. Pingback: Istambul | Diários de Férias

  3. Pingback: O Que Vem Por Aí … | Diários de Férias

  4. Pingback: Safáris no Massai Mara | Diários de Férias

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s