Visitando Seattle

Seattle é mais conhecida pela Microsoft e pela Boeing do que por suas atrações turísticas em si. A maioria dos visitantes vai a trabalho. Mas, apesar de não atrair tantos turistas como NY ou Flórida, Seattle tem coisas bem interessantes para fazer. Eu adorei, mas minha opinião pode estar muito influenciada pelo fato de eu ter pegado um dos poucos dias de sol!

Seattle Center

O Seattle Center é um grande complexo de entretenimento, com diversas construções futurísticas. Foi criado para a Expo 62 e, como era época da Guerra Fria, a comissão responsável pela exposição reuniu diversos cientistas com o intuito de mostrar ao mundo o avanço tecnológico e científico dos EUA. O mapa do complexo está aqui e no site é possível ver todas as atrações do lugar (são muitas). Vou listar só as que acho mais interessantes.

** Para chegar à região, a forma mais rápida e barata é pelo monotrilho, que vai de Downtown ao Seattle Center rapidinho.  

Space NeedleÉ a estrela de Seattle. Uma torre com 605 pés de altura, com uma espécie de disco voador no topo, de onde se tem uma vista 360 graus de cidade. Há também um restaurante giratório no topo.

267858_444506838953066_1259198282_n (600x800)

155212_444506878953062_1393200781_n (800x600)

Chihuly Garden and GlassExposição de obras do artista Dale Chihuly, feitas em vidro. O ticket dá direito a conhecer as galerias, a casa de vidro e o jardim. São coisas lindas, vale muito a pena conhecer!

Capture (800x427)

Foto tirada do site oficial.

Experience Music ProjectSe for fã de música, vale conhecer o EPM. Se não quiser entrar, pelo menos dê uma olhada no prédio por fora, com sua arquitetura impressionante. O edifício foi criado por Frank Gehry (que construiu o Guggenheim da Espanha). No interior, há diversas exibições relacionadas à música, estúdios de gravação onde os visitantes podem tocar, simulações de apresentações com plateia virtual, uma galeria de guitarras antigas, etc.

emp_museum_gehry_building (220x415)

Foto tirada do site oficial.

Downtown

Turisticamente falando, Downtown é a melhor localização para hospedagem. Nós ficamos no Hotel Max, um hotel boutique bem moderninho e bonito.

Além das atrações turísticas abaixo, em Downtown há diversos restaurantes e lojas de departamento, além do shopping Pacific Place. Esse site traz um conteúdo bem completo.

563028_444506915619725_749882898_n (800x600)

Pike Place MarketOutra atração bem famosa da cidade é um dos mercados mais antigos dos Estados Unidos. Vale a pena dar uma volta pelas bancas de peixes e frutos do mar. Não é raro ver os vendedores fazerem gracinha para os turistas, jogando peixe um para o outro, na maior gritaria. Não se assuste se um deles voar em você: às vezes, os vendedores jogam um peixe de mentira nos turistas rs! Dê uma espiada nos caranguejos gigantes do Alaska. Além disso, é possível comprar frutas, doces, pães, etc.

574583_444506872286396_124986868_n (800x600)

Na frente do mercado, há uma Starbucks. Mas não é qualquer loja da marca, é a primeira Starbucks, aberta em 1971.

DSC00010 (800x600)

Underground TourO tour começa na Pioneer Square (a mais antiga da cidade). Passa por diversas passagens subterrâneas que eram as ruas da antiga Seattle e o guia vai contando várias histórias. Achei interessante mais por conhecer os locais, não tanto pela qualidade do guia.

 IMG_1397 (800x534)

Public Library. A arquitetura do prédio já impressiona por fora, mas por dentro também é bem legal, com uma grande parte com iluminação natural e salas com decoração colorida. Vale a pena conhecer!

IMG_1280 (532x800)

Minha foto está horrível, mas não achei outra melhor no site oficial.

Museum of Flight. O museu pertencente à Boeing tem mais de 150 aeronaves expostas. Pra mim, o ponto de destaque é um antigo Airforce One, avião presidencial americano usado entre 1959 e 1962. Dá para conhecer o interior da aeronave, onde, inclusive, há alguns objetos daquela época. Outra coisa bem legal é uma cápsula espacial da Apollo 17. Até eu que não curto muito aviação, achei interessante.

great_gallery_from_west (670x285)

Foto tirada do site.

** Aliás, se você é muito fã de aviação, é possível fazer visitas guiadas à Fábrica da Boeing, a 40 minutos da cidade.  

IMG_2836 (800x533) IMG_2858 (800x533)

Kerry Park

Fora de Downtown, está o Kerry Park, o melhor lugar para ver o bonito skyline da cidade. Se conseguir ir no final do dia, dá para ter a mesma vista com sol e à noite, com as luzes da cidade acesas. Só vá agasalhado (mesmo se for verão): costuma ventar bastante. Imagens aqui.

Se você não achar loucura (eu não acho e até me interesso, mas tenho medo do frio), a cidade é um dos pontos de partida mais populares para cruzeiros pelo Alaska.

Obs.: não falei do Seattle City Pass aqui porque, das 7 atrações oferecidas por ele (você deve escolher 5), só mencionei 3. O preço total para as 3 mencionadas (Museu da Aviação, Space Needle e EPM) seria de USD 52, enquanto o City Pass sai por USD64 (valores atuais – julho de 2014). Caso inclua mais uma das atrações na sua visita, o passe já vale a pena. 

Advertisements

4 thoughts on “Visitando Seattle

  1. Pingback: Whistler/Blackcomb: Dentro e Fora das Pistas de Esqui | Diários de Férias

  2. Pingback: Vancouver – Capilano Bridge e Outros Pontos | Diários de Férias

  3. Pingback: O Que Vem Por Aí … | Diários de Férias

  4. Pingback: Vancouver – Capilano Bridge e Outros Pontos | Diários de Férias

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s