Conexão em Milão

Milão é a capital da moda italiana. Mas, para os viajantes, a cidade pode ter outro significado: algumas horas de conexão no aeroporto.

Como muitos voos da Alitalia chegam ou partem por Milão, pode ser que você tenha algumas horinhas disponíveis na cidade ou até opte por passar um dia por ali antes de embarcar para outro lugar.

Então, aqui vão algumas dicas práticas e dos principais pontos turísticos.

Como chegar do aeroporto ao centro

metromilanese (800x533)

Clique para aumentar

O trem Malpensa Express sai do Terminal 1 (voos internacionais) e chega às Estações Milano Centrale e Cadorna, ao preço de 18 euros (ida e volta).

Para Milano Centrale, o percurso é de 50 min. De lá, dá para pegar a linha amarela do metrô. A praça onde estão a Catedral (Duomo) e a Galeria Vittorio Emanuele fica na Estação Duomo, na mesma linha.

Para descer na Estação Cadorna, o percurso é de 30 minutos. Fica na linha vermelha do metro e de lá é só seguir pela mesma linha para a Estação Duomo (que faz baldeação da linha vermelha e amarela).

Há também um shuttle de ônibus, que para na Estação Milano Centrale. Custa 16 euros, demora aproximadamente 1 hora e sai a cada 20 minutos. Mais informações aqui.

Caso queira a comodidade de um taxi, a corrida sai, em média, 70 euros.

Para deixar as malas

Se for fazer bate e volta do aeroporto, o Terminal 1 do Malpensa tem lockers abertos das 6am às 10pm, ao custo de 4 a 6 euros por mala, por dia.

Se de Milão for partir de trem para outro lugar, é mais aconselhável deixar as malas na Estação Milano Centrale. O serviço funciona das 6am às 11pm, ao custo de 6 euros por mala para as primeiras 5 horas e 0,90 euros por hora adicional (para mais de 12h, o preço da hora adicional cai para 0,40). Usamos e não tivemos problemas.

** Vai dar uma passadinha em Milão e pegar um trem pra outra cidade? Apesar de Cadorna ser mais perto do aeroporto, vale a pena pegar o transporte para Milano Centrale. A maioria dos trens saem dessa última e dá pra deixar as malas no locker da estação, para pegar só na hora de partir.

 O que visitar

mapa_pontos_turísticos_milão (800x543)

Clique para aumentar

– A Duomo, construída entre os séculos XIV e XIX, é a maior igreja em estilo gótico do mundo. Fica na Piazza Duomo, na Estação Duomo do metrô (linha vermelha/amarela). O exterior é impressionante e no interior você pode admirar vários vitrais e algumas esculturas, como a de São Bartolomeu carregando a própria pele.

Italia (1) (800x534)

foto (3)

Entrar na igreja é gratuito, mas, se quiser subir no terraço e admirar de perto a arquitetura do topo, o ticket custa 7 euros. Dá para ir de elevador por mais 5 euros. A subida é pelo lado de fora da lateral (em frente à multimarcas La Rinascente) e vale muito a pena!

Italia (14) (800x534)

** No topo da La Rinascente, fica o ótimo Obika, uma mozzarella bar com vista para a Duomo. 

– Saindo da Duomo, uma das entradas da Galeria Vittorio Emanuele II estará à sua direita. Um dos shoppings mais antigos do mundo, a galeria é linda, com piso de mármore e teto de vitrais. Dentro, tem uma sorveteria deliciosa e uma TIM, caso esteja no começo da viagem e já queira comprar um chip. Se a fome bater, na galeria está o Savini, restaurante bem famoso da cidade.

Italia (15) (800x600)

– Seguindo a passagem entre a Duomo e a Galeria, você chega na Corso Emanuele II, onde estão várias lojas fast fashion, como Zara e H&M. Se quiser algo mais luxuoso, a dica é o Quadrilátero da Moda, formado pelas vias Spiga, Manzoni, Venezia e Montenapoleone. A Via della Spiga é a principal. Estação Montenapoleone, linha vermelha.  Estando por lá, vale uma paradinha na Pasticceria Cova, existente desde 1817.

Italia (25) (800x534)

Corso Emanuele II

– Em uma das saídas da Galeria Vittorio Emanuele II, está a Piazza dela Scalla, onde fica o Teatro Scalla, uma das casas de ópera mais famosas do mundo.

Italia (23) (800x600)

– Outra atração praticamente imperdível em Milão é a A Última Ceia, de Leonardo Da Vinci. A pintura fica na Igreja Santa Maria Della Grazie, no refeitório (Cenacolo Vinciano). Na Segunda Guerra, o local foi destruído por uma bomba e a única parede que restou foi a da pintura. É imprescindível fazer a reserva online com muita antecedência (mais de um mês!). O site é esse aqui. Caso os ingressos estejam esgotados no site, tente pelo telefone (00 39 02 92800360), que às vezes dá pra conseguir. A visita dura 15 minutos e é proibido fotografar. A estação mais próxima do metrô é a Conciliazione, linha vermelha.

Capture

Imagem retirada do site oficial de vendas

– Sobrando tempo e aproveitando que você já está no metrô, na Estação Cairoll (ainda na linha vermelha) está o Castelo Sforzesco. Foi construído por Francesco Sforza, Duque de Milão, sobre restos de uma fortificação do séc. XIV. Hoje em dia, abriga alguns museus. Mais informações aqui.

Não quer saber de turismo e pretende utilizar seu tempo entre uma conexão e outra só para relaxar e se dedicar à culinária local? Milão te oferece muitas oportunidades.

– O bairro boêmio de Brera é cheio de restaurantes gostosos e não precisa de muito para comer bem na Itália.

– Se quiser uma coisa bem tradicional, o famoso Boeucc data de 1696 (não escrevi errado) e ainda está ativo.

– O Peck é uma boutique gastronômica com várias delícias italianas, muito selecionadas. No local, há também um restaurante.

Milão tem muitos outros programas, turísticos ou não turísticos, para preencher uma viagem de dias. Dei aqui apenas a dica dos principais, para fazer em uma passadinha rápida pela cidade!

Advertisements

5 thoughts on “Conexão em Milão

  1. Pingback: O Que Vem Por Aí … | Diários de Férias

  2. Pingback: Bruxelas em 1 Dia (e 1 Noite) | Diários de Férias

  3. Olá. Vou fazer uma escala em Milão dia 24.12 pra ir pro Brasil e terei 6 hrs de espera pro próximo vôo. Gostaria de saber se com esse tempo é possível conhecer algo na cidade e voltar com segurança pra pegar o vôo, pois pelo que entendi, 2hrs são só de ida e volta. E pra voltar pro aeroporto é tranquilo a entrada para a área internacional ou geralmente há filas?
    Desde já agradeço.

    • Bruna, de trem do aeroporto até a estação Centrale vai 1h hora, mais alguns minutos de metro até estação onde ficam a Duomo e a Galeria Vittorio Emanuele. Vc precisaria adicionar a isso o tempo de espera do trem na ida e na volta, pois acho que ele sai de 30 em 30 minutos (melhor conferir no site). Também vale a pena você chegar se essas 6 horas são entre seu horário de desembarque e o horário de check in ou de saída do outro voo. Não esqueça de considerar que é sempre bom estar no aeroporto com no mínimo 1:00/1:30 de antecedência ao vôo caso seja doméstico. Se vc decidir ir mesmo, sugiro que faça esse caminho: Malpensa express até estação centrale, metrô até a estação Duomo, visita à Duomo + Galeria Vittorio Emanuele (elas são visinhas) + sorvete italiano. Não vai dar tempo de fazer muito mais que isso. Bjs

      • Obrigada pela resposta 🙂
        Será bem corrido mesmo, mas acho que vale a pena, pois ficar 6 hrs no aeroporto nao é muito legal rs.
        Pensei em estar no aeroporto 1:30 antes do voo, que é 20h40 e é internacional, de Milao voamos para o Brasil.
        Vou olhar o site com os horários do trem pra ver se compensa mesmo.
        Muito obrigada pelas dicas.
        Bruna

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s