Noronha: Praias e Passeios

As dicas práticas e gastronômicas da ilha já dei aqui. Nesse post, vamos ao que mais interessa!

– As Praias

São muitas praias em Fernando de Noronha, vou falar aqui só das que eu mais gostei.

** Recomendo bastante pegar uma tabela do horário da maré em alguma agência e perguntar pro pessoal da pousada quais praias é melhor conhecer na maré baixa e quais são melhores durante a maré alta

Baía do Sancho. Vou começar com a melhor. A Baía do Sancho é considerada a praia mais bonita do mundo e é maravilhosa mesmo! Você chega por cima do paredão de pedras e vai andando por uma passarela de madeira. Se continuar até o fim, vai chegar ao Mirante do Morro Dois Irmãos, cartão postal de Noronha, com uma paisagem de cair o queixo.

Noronha (107) (800x534)

Mirante

No caminho para o mirante, está a escada que desce para a praia. É uma escada de ferro 90 graus pregada ao paredão, mas é curtinha. Terminando essa escada, ainda tem mais alguns lances de escada normal.

Noronha (28) (800x450)

Baía do Sancho vista de cima

Noronha (261) (800x534)

Baía do Sancho vista da água

A água do mar é muito clarinha e ótima pra fazer snorkeling. Mesmo quando você já está bem afastado e não dá pé, ainda dá pra ver o fundo do mar. Com o mar calmo, dá pra ir com a maré baixa ou alta, mas eu preferi na baixa.

DCIM100GOPRO

Baía dos Porcos. Do mirante do Morro Dois Irmãos, dá pra ver uma praia bem pequena lá embaixo. É a praia da Baía dos Porcos. O acesso é por uma trilha curta de pedras que sai do lado esquerdo da Cacimba do Padre. A faixa de areia é tão pequena que quando a maré está alta ela não existe, é só pedra e mar. Deixe para fazer quando a maré estiver baixa. De qualquer forma, você não vai querer ficar na areia com aquela água azul e transparente na sua frente, de cara para o Morro Dois Irmãos.

?????????????

Baía dos Porcos lá embaixo

Noronha (339) (800x534)

Vista da praia

Cacimba do Padre. Coladinha na Baía dos Porcos, está a Cacimba do Padre. É uma praia bastante frequentada por surfistas, porque o mar costuma ter boas ondas. Apesar de não ser muito boa pra mergulho (pelo menos não estava quando fomos), é muito linda, com o Morro Dois Irmãos ao lado esquerdo. Nessa praia tem guarda-sol pra alugar e um barzinho na parte de trás, então até que dá pra ficar bastante na areia.

Noronha (84) (800x450)

Sueste. Essa é a melhor praia para observar a vida marinha. No meio, é a parte para banho, com o fundo de areia. Na parte da direita, fica uma área de preservação, demarcada com bóias, com o fundo de recifes. Nessa parte é proibido ficar em pé e é obrigatório entrar com colete salva-vidas para boiar. É nessa parte que os animais se alimentam e é muito fácil de encontra-los (a dica é seguir os grupos com guias, que sabem os melhores lugares).

Noronha (174) (800x534)

Vi mais coisas lá do que no mergulho em si. Tinha de tudo: arraias, tubarões, mil peixes, tartarugas, polvos, etc. Um dia estava tão cheio de vida marinha que no rasinho já vimos uns 5 filhotinhos de tubarão nadando.

 ????????????? ?????????????

?????????????

Se me lembro bem, o melhor horário para a visita é na baixa, depois que a maré passou.

** segundo o pessoal da ilha, nunca houve um acidente com tubarão em Noronha. A explicação é lógica: os humanos não fazem parte da sua cadeia alimentar, tanto é que, quando eles atacam, só mordem e soltam, ninguém nunca foi comido por um tubarão. Os acidentes de Recife acontecem porque os mangues de lá foram muito destruídos, então quase não há peixes. Os tubarões ficam famintos e desesperados por alguma coisa para comer. Como a visibilidade da água de lá é muito ruim e eles estão com fome, enxergam alguma coisa se mexendo e atacam. Em Noronha, isso não acontece. Além da abundância de peixes, a água é muito limpa e eles conseguem enxergar bem que nós não somos peixes ou tartarugas … nem chegam perto.

Praia do Cachorro. É a praia mais urbana, que fica na Vila dos Remédios. É super bonita, mas, perto das outras, não é tão legal. A atração fica por conta do Buraco do Galego, uma piscininha natural formada quando a maré está baixa. É legal ficar lá dentro só observando o mar. Se for muito aventureiro, dá pra subir nas pedras e pular nela, que é bem funda.

Noronha (378) (800x534)

Praia do Cachorro vista de cima

?????????????

Buraco do Galego

Praia do Porto. Essa praia nem é tão bonita assim. Coloquei aqui porque no final da tarde tem muitas tartarugas no mar e dá pra ficar nadando junto com elas. Quando fomos, a captura de tartarugas pelo Tamar estava sendo lá. É um programa pelo qual as tartarugas são capturadas, levadas para a areia, medidas e marcadas, assim os biólogos podem acompanhar a espécie.

Noronha (138) (800x534) Noronha (133) (800x534)

** Vale a pena checar com o Tamar os horários e praias daquela semana para a captura. Outra coisa que eu queria MUITO ter visto mas não rolou nos dias que estávamos lá é a abertura dos ovos. Quando os ovos já estão no ponto, os biólogos abrem os ovos e as tartaruguinhas vão correndo pro mar. Deve ser muito lindo! Vale a pena checar no Tamar quando for. 

Atalaia. Fiquei em dúvida se colocava a Praia do Atalaia aqui ou nos passeios, mas como para fazer a trilha curta não precisa de guia, resolvi colocar em praias. A praia do Atalaia tem uma piscina natural bem grande, formada na maré baixa, que é um berçário de vida marinha. Mergulhando lá, você vai ver vários filhotinhos de peixes, tubarões e tartarugas. O acesso à praia é controlado pelo ICMBio, que só libera a piscina quando a maré está baixa e não estão entrando ondas na piscina. O uso de coletes para boiar também é obrigatório para que você não pise no chão.

foto 2 (1)

Praia do Atalaia

DCIM100GOPRO

Dentro da piscina natural

A visita é com horário marcado e é bom se informar quais são os horários do dia que você pretende visitar. O ICMBio define um dia antes com base na maré. Você se dirige até um posto de entrada, escuta uma mini explicação de um fiscal e ele libera a trilha até a praia. Essa é a trilha curta. Lá embaixo, um outro fiscal te dá outra explicação e libera o banho por 20 minutos.

Você tem a opção de voltar pelo mesmo local ou fazer a trilha longa, que ainda passa por mais outras duas piscinas naturais, além de mirantes lindos. Para a trilha longa, é obrigatório contratar um guia, você não pode fazer por conta própria. O trajeto é de 4h, mas contando as paradas. O percurso não é longo, acho que não chega a 4km e a velocidade é bem baixa. O problema é que cerca de 1km é feito em cima de umas pedras muito irregulares, bem difícil de andar.

?????????????

1km de pedras

Acho que teria achado tranquilo se o horário marcado pelo ICMBio naquele dia não tivesse sido 11:30 (sol forte na cabeça e muito calor) e eu não tivesse esquecido meu tênis. Se for fazer essa trilha longa, leve tênis! Alguns guias não deixam nem você entrar com outro sapato. O nosso vetou chinelo e, depois de eu insistir muito, liberou a contragosto eu fazer com uma espadrille.

A não ser que esteja na lei do mínimo esforço, vale a pena a trilha longa. Pouquíssimas pessoas fazem e a segunda piscina natural nós fizemos sozinhos.

?????????????

Outra piscina natural

Além disso, o panorama da trilha é essa coisa horrível.

DCIM100GOPRO

Além dessas praias. tem várias outras bonitas que fomos. Mas, se fosse falar de todas, o post ficaria gigante. Com 5 dias, você conseguirá ver todas.

mapa-fernando-de-noronha-mapa

Clique para aumentar

– Os Passeios e Mergulhos

A grande maioria das pousadas oferece um transfer do aeroporto. Quando você chega lá, percebe que o transfer não é das pousadas, mas das agências de passeios/mergulho. Cada agência pega um determinado grupo de pousadas e no caminho já dão um mapinha da ilha, um panfleto com os passeios e vão explicando o que tem pra fazer.

A principal atração de Noronha está mesmo nas praias. Mas as praias são virgens e não têm nenhuma estrutura de guarda-sol e barraquinhas. É difícil ficar horas e horas morgando na areia, o foco é estar no mar (surfando ou fazendo snorkel). Como você não vai passar o dia fazendo isso, é legal preencher o tempo com alguns outros passeios.

Ilha tour. É o passeio que 90% das pessoas fazem no primeiro dia de Noronha. Um carro passa te pegar e faz uma volta ao redor da ilha, mostrando onde fica cada praia e parando para banho em algumas. Se quiser fazer só pra se localizar, acho que não é tão necessário assim – em 15 minutos, você já entendeu quase tudo, a estrada só tem 7km e possui placa das praias. Achei legal porque ele conta a história da ilha, explica sobre as correntes de algumas praias e onde é perigoso entrar no mar.

Passeio de Barco. O passeio de barco de todas as agências faz o mesmo trajeto. Passa por algumas ilhas vizinhas à Noronha e para na Baía do Sancho para mergulho. Mas o ponto alto são os golfinhos. Há 99% de chance de ver (muitos) golfinhos ao redor do barco. Provavelmente, eu serei a única pessoa a te falar que não viu nenhum (hahah demos um mega azar). Mas vi uns vídeos de outras pessoas que fizeram e os golfinhos vão acompanhando o barco, é muito bacana.

* Obs da Karine: Quando eu fui, vimos os golfinhos, realmente é muito difícil não vê-los. Acho que a Má já tinha visto tanta coisa linda (eu,por exemplo, não vi raias) que os golfinhos não quiseram competir e resolveram não mostrar as caras! Seguem as fotos:

DSC00908 golfinhos Noronha

Aqua sub. É uma lancha com várias pranchinhas atrás, presas por uma corda. Você coloca um colete salva-vidas e um equipamento de snorkel, enfia a cara na água, segura na pranchinha e não precisa fazer mais nada. O barco vai te puxando enquanto você olha o fundo do mar. Se quiser afundar, é só dobrar sua mão pra frente e a pranchinha desce com você.  Nosso barco passou em cima de um navio naufragado e foi muito legal! Com aquela visibilidade, parecia que estávamos fazendo mergulho de naufrágio.

?????????????

Mergulhos. O mergulho mais comum da ilha é o mergulho de batismo como eles chamam (ou discovery, como é o nome mais técnico). Você não precisa ter feito o curso para fazer um batismo. Vai um instrutor para cada pessoa. O instrutor monta o equipamento em você, controla seu ar e até seu trajeto. Você não precisa fazer absolutamente nada! Só respirar e aproveitar. O mergulho dura 20 ou 30 minutos.

Eu estava a convencida a não fazer, porque sou zero fã de vida marinha. Meu interesse por peixes e corais era zero. Mas todo mundo tinha insistido muito, falando que era uma experiência animal mergulhar em Noronha. Além disso, depois de alguns dias nas águas de lá, já estava que nem louca seguindo os animais que passavam nadando. Resolvi ir e MUITO OBRIGADA a todo mundo que insistiu, eu não sabia o que estava perdendo.

 _ZAM8498 (800x534)

Lá embaixo é um silêncio e uma paz, que parecia que eu estava em outro mundo (e estava). Contribui pra isso o fato de você não ter que controlar altura, ar, pressão, nada. É só aproveitar. Também, Noronha é um dos melhores lugares do mundo pra mergulhar, com uma das melhores visibilidades.

O tempo passou voando e quando subi de volta ao barco, tinha certeza que ia fazer o curso pra começar a mergulhar todo mês (a empolgação passou hahah).

Além do batismo, as agências oferecem várias opções de mergulho pra quem já é credenciado, como mergulho noturno, mergulho em cavernas, etc. Não sou a pessoa mais indicada pra contar porque realmente não entendo muito do assunto.

Navi. É uma opção pra quem não quiser mergulhar. É um barco com o fundo de vidro, em que você vai vendo o fundo do mar. Nós não fizemos porque tinham me falado que era meio chato e porque tínhamos feito o mergulho. Mas deve ser um passeio bem legal pra quem está com criança.

Pôr do Sol. Há vários pontos na ilha para se ver o pôr do sol. O mais famoso deles é no Fortinho do Boldró. Dá pra ver o Morro Dois Irmãos e o sol se pondo do lado deles, meu preferido, apesar de ser cheio de gente.

Noronha (97) (800x534)

Vista do Fortinho do Boldró

 Noronha (105) (800x534)

Outro lugar que gostei muito de ver foi da igrejinha que fica perto da praia do porto.

Noronha (245) (800x534)

Outro local bem famoso no final da tarde é a Praia da Conceição. O barco que fez nosso aqua sub parou lá pra um churrasco no final da tarde e vimos do mar.

Noronha (331) (800x534)

De qualquer lugar que você assista, o pôr do sol vai ser lindo. Aliás, nem precisa ser pôr do sol. Durante todo o dia, todo o tempo, a ilha é linda.

Noronha: pode ir sem medo que o paraíso é aqui no Brasil!

Advertisements

One thought on “Noronha: Praias e Passeios

  1. Pingback: Fernando de Noronha: o Paraíso é Aqui | Diários de Férias

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s