Europa em 20 Dias – Considerações e Roteiro

Considerações Gerais

Sim, 20 dias não são suficientes pra conhecer a Europa. Sim, tem gente que passa esse tempo só em uma cidade. Sim, fica corrido. Não, NÃO fizemos um esquema de algumas operadoras de turismo de chegar na frente do lugar, bater foto e ir embora.

Dou razão a todos os argumentos de que uma viagem corrida pela Europa não é o ideal e também sou dessa opinião. Mas acredito que, SE ESSA FOR SUA PRIMEIRA VIAGEM À EUROPA, um giro rápido não é um pecado capital.

Na primeira viagem, você pode ter um panorama geral sobre o continente e, nas próximas sim, dedicar bastante tempo pra cada país. Durante uma viagem rápida, você pode descobrir que ama muito a Itália e que nas próximas férias quer passar um mês inteiro em Roma ou descobrir que o leste europeu não te interessa tanto e não quer conhecer mais a fundo a região. Nesse último caso, melhor descobrir em poucos dias do que depois de ter gastado umas férias inteiras.

Cada pessoa é uma pessoa e, em se tratando de viagem, não existe certo ou errado. Não só no que diz respeito a tempo. Tem gente que acha um absurdo levar criança pequena em viagem, tem mãe que fala que não dá pra aproveitar estando longe dos filhos. Tem gente que acha que ficar em hotel ruim estraga a experiência na cidade, tem gente que acha que gastar em hotel é a maior besteira. Tem gente que fala que acordar cedo nas férias é o fim da picada, tem gente que fala que não dorme em euros. Quem está certo? Ninguém.

A viagem é sua e você tem que escolher o que você prefere. Tenho preguiça quando leio que você TEM que fazer tal coisa em tal lugar … Viajar não é uma obrigação, é um prazer!

Nosso Roteiro

Enfim, voltando ao assunto original, em 2012 topei fazer um “mochilão” pela Europa durante umas férias de 20 dias (24 dias no total), com apenas 2 exigências.

1. Queria dormir em hotel ou pelo menos quarto privado de algum albergue bonitinho. Passei da idade de dividir quarto (banheiro, pior ainda), a não ser que extremamente necessário.

2. Teríamos que incluir Auschwitz, que eu não conhecia, na hora de passar pelo leste europeu.

Meu ritmo de viagem, mesmo quando estou com bastante tempo, é rápido. Eu, por exemplo, já começo a ficar entediada depois de ficar estirada no parque por mais de 1 hora e nem em São Paulo curto ficar horas e horas num restaurante. Slow travel não é pra mim.

Então acordar cedo e incluir o máximo de atividades possíveis no dia não é um problema, até prefiro!

Como já tínhamos passado rapidão por Paris (se for incluir na sua viagem, as dicas estão aqui) numa escala vindo da Rússia, a França ficou de fora. Consequentemente, a Inglaterra também, porque iria ficar muito fora de mão. O que perderíamos de tempo nesses dois países, foi convertido em um giro express pelo Leste.

Os países escolhidos, no final, foram: Espanha (Madri e Barcelona), Itália (Roma, Pompéia e Veneza), Áustria (Viena), Hungria (Budapeste), República Tcheca (Praga), Polônia (Auschwitz), Alemanha (Berlim) e Holanda (Amsterdã).

Nosso roteiro ficou da seguinte forma:

Dia 1 – Chega em Madri 09:15

Dia 2 – Madri
Dia 3 – Madri (Madri/Barcelona – Renfe, 22:50 a 07:36+1)
Dia 4 – Barcelona
Dia 5 – Barcelona
Dia 6 – Roma (Barcelona/Roma – Ryanair, 05:55 a 07:35)
Dia 7 – Roma
Dia 8 – Roma
Dia 9 – Roma
Dia 10 – Veneza (Roma/Veneza – Trenitalia, 06:45 a 10:30)
Dia 11 – Veneza
Dia 12 – Viena (Venza/Viena – OBB, 01:30 a 08:34, trem noturno)
Dia 13 – Budapeste (Viena/Budapeste – OBB, 06:00 a 08:34)
Dia 14 – Praga (Budapeste/Praga – CD, 05:35 a 12:30)
Dia 15 – Praga
Dia 16 – Praga (Praga/Cracóvia – CD 20:17 a 07:18+1, trem noturno)
Dia 17 – Cracóvia e Auschwitz
Dia 18 – Berlim (Cracóvia/Berlim – AirBerlin, 10:30 a 11:30)
Dia 19 – Berlim
Dia 20 – Berlim
Dia 21 – Berlim
Dia 22 – Amsterdã (Berlim/Amsterdã – Deutsche Bahn, 00:32 a 09:49, trem noturno)
Dia 23 – Amsterdã
Dia 24 – Amsterdã (volta final da tarde Brasil).

Obs.:

Fomos via Madri e voltamos via Amsterdã. A grande maioria dos deslocamentos foi feita de trem, o guia prático está aqui.

Escolhemos o verão por pura preferência, mas se estiver apertado de tempo, as horas extras de sol ajudam e dá tempo de fazer muita coisa, muita coisa mesmo por dia. Se gosta de agito, como eu, o continente fica em festa, cheio de mesinhas nas ruas, grupos em bares, pessoas nos parques, etc. O ponto negativo é que tudo é realmente mais caro e cheio (esse último ponto, dá pra driblar).

Como vocês podem ver no roteiro, quase todos os nossos dias foram praticamente INTEIROS nas cidades. Nós optamos por madrugar várias vezes, pra aproveitar horas noturnas nos deslocamentos. Como eu durmo bem em avião e trem, as horas foram repostas nos trajetos e não ficou tão cansativo assim.

Com exceção de Madri (de novo, opção, não é minha preferida), separamos uns 3 a 4 dias para as maiores cidades, como Roma e Berlim, pra conseguir curtir mesmo cada uma.

O leste europeu ficou BEM corrido (culpa da exigência de incluir Auschwitz heheh), acho que separaria 1 dia a mais para Viena e pelo menos outro meio pra Budapeste cara queira conhecer as termas.

A viagem foi muito melhor do que eu imaginei!! Confesso que estava meio cética antes de ir, pelos poucos dias que passaríamos em cada lugar, mas conseguimos conhecer várias coisas e aproveitamos demais!

Esse post vai dar origem à série “Europa em 20 Dias”. Os roteiros específicos por dia vocês podem encontrar na categoria que leva o mesmo nome (fica ao lado da página – embaixo na versão mobile) e está dentro de Europa ou clicando na categoria de cada cidade (lá pode ter outras dicas das meninas, além das minhas).

 Espero que aproveitem!!

Advertisements

12 thoughts on “Europa em 20 Dias – Considerações e Roteiro

  1. Pingback: Veneza em 2 Dias | Diários de Férias

  2. Pingback: Roteiro por Roma | Diários de Férias

  3. Pingback: Viena em 1 Dia | Diários de Férias

  4. Pingback: Budapeste em 1 Dia | Diários de Férias

  5. Pingback: Auschwitz (e Cracóvia) | Diários de Férias

  6. Pingback: Roteiro por Praga | Diários de Férias

  7. Pingback: Berlim em 4 Dias | Diários de Férias

  8. Pingback: Barcelona, a cidade de Gaudí. | Diários de Férias

  9. Pingback: O Básico de Madri | Diários de Férias

  10. Olá!! Primeiramente, parabéns pelo blog! Contém ótimas informações, e achei muito interessante esse roteiro. Gostaria de saber se esse roteiro depois da Espanha até Berlin foi de trem?
    Desde já, agradeço pela atenção

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s