TREM NA EUROPA – GUIA PRÁTICO

Se você é como eu e gosta de ir com tudo já acertado aqui do Brasil, inclusive as passagens de trem, esse post é pra você.

 320227_10151015467781398_1033366324_n (718x538)

Considerações Gerais

Pra toda e qualquer viagem que eu planejo fazer, o primeiro pitstop pra busca de informações é no Viagem na Viagem, ou VnV, como aparece em alguns posts por aqui.

O Ricardo Freire é ótimo e, mesmo que você não encontre o que procura no grande conteúdo do blog, eles respondem com a maior calma e eficiência todos os comentários.

Quando planejamos uma viagem pela Europa cheia de deslocamentos de trem, encontrei esse post maravilhoso dele, com muitas dicas sobre o sistema de trem europeu, vale a pena ler.

Como o Ricardo destacou, o trem não vale a pena para trajetos muito longos, situação em que é melhor optar pelo avião. Ele limita a corrida de trem a 4h. Eu acho esse limite é subjetivo (o meu, p. ex., é maior), pelas razões que vou citar abaixo.

Eu prefiro infinitamente trem a avião! Então, até quando a viagem de trem dura um pouquinho mais do que a área, opto pelo transporte terrestre, por dois motivos: (i) tenho muito medo de avião e (ii) no trem, dificilmente fecha uma estação por mau tempo e a pontualidade é muito maior. Então as chances do seu trajeto atrasar como atrasam voos de avião são bem menores.

Outra vantagem é que as estações de trem são muito mais centrais do que os aeroportos, então na maioria das vezes você já desce super perto do seu hotel ou de algum transporte público que te leve até lá.

DSC01133 (800x600) (2)

Olha onde desce o trem na Cidade do Porto

Pra fechar tudo isso com chave de ouro, não tem esse negócio de despachar e sua mala embarca com você. Assim, não há limite de peso (o limite é o desconforto que você terá em carregar uma mala muito pesada pra cima e pra baixo – se forem várias, piora) e nem risco de extravio de bagagem (adorei a dica do VnV de levar um cadeado de bike pra prender a mala na prateleira). Nós já chegamos em Pequim na neve, com roupas de verão da Tailândia, e tivemos a boa notícia que a mala não tinha vindo junto. Então, levar as malas comigo conta pontos demais!

Para comparar tempo de avião com o tempo de trem, acrescente sempre ao primeiro o tempo de deslocamento ao aeroporto + a necessidade de chegar com antecedência pra fazer check-in, despachar as malas e embarcar (no trem não tem isso, você pode chegar na estação 10 minutos antes do seu trem partir) + o tempo de recolher as malas na esteira depois do voo. No mínimo, no mínimo, inclua aí umas 3 horas.

Se o seu deslocamento não for noturno, sugiro optar pelos trens rápidos, sempre que disponíveis.

As Companhias de Cada País

A melhor época pra você comprar o seu bilhete online nas cias de trem é a partir de 3 meses de antecedência. Algumas, inclusive, nem liberam pra comprar antes disso.  As chances de você arrumar algum desconto nesse período também são grandes.

Aqui, começa a parte mais prática do post, indicando o site de cada companhia onde comprar seu bilhete. Clicando no nome, o site abre.

obs.: se o trajeto for só de ida, opte por comprar na cia do país que está saindo, fica mais fácil caso você tenha que imprimir o bilhete na estação.

obs2.: caso a companhia não emita ticket online, verifique nos sites correspondentes se a estação da qual você vai partir tem guichês/máquinas automáticas para você imprimi-lo.

AlemanhaDeutsche Bahn. Na minha opinião, a melhor de todas. Vá sem medo! Trens ótimos, site em inglês e bilhetes por e-mail.

ÁustriaOBB. Quando eu comprei, a partir de uma etapa o site saía do inglês e o negócio ficava feio (segui um passo a passo que tinha no VnV pra conseguir terminar), mas fiz uma simulação agora e o processo está todo em inglês, com etapas muito mais simplificadas. Molezinha!!

obs : no leste europeu, se seu destino/origem for Praga, o nome da cidade correto é PRAHA e NÃO PRAGAL, outra opção que às vezes aparece!

EspanhaRenfe. Nós compramos trechos nacionais, recebemos um e-mail com a confirmação e retiramos o bilhete na estação.

FrançaVoyages-SNCF. Fiz o passo a passo no site todo em inglês e foi simples. Eles não emitem o bilhete online, mas você pode retirar na própria estação de trem numa auto-machine. Só atenção: pra retirar seu ticket na máquina, será necessário o cartão (cartões sem chip não são aceitos) com o qual você fez a compra.

HolandaNS Hispeed. Nunca usei, mas xeretando no site, vi que dá pra comprar online, embora os tickets tenham que ser coletados nas estações.

InglaterraThe Train Line. Obviamente em inglês, te manda a reserva por e-mail e você tem que imprimir na máquina da estação. Também é necessário levar o cartão usado na compra. Mais informações sobre como coletar o ticket aqui.

ItáliaTrenitalia. Também vai bem! Site em inglês e bilhete online. Tem vários trens, uns mais novos, outros mais velhos, dependendo do trecho.

PortugalCP. O idioma oficial é português hehe! O bilhete vem por e-mail, é muito fácil! Usei o trem Lisboa/Porto e achei bem moderno.

República TchecaCD. Se por acaso seu site abrir em um idioma estranho, clique em en no quadradinho azul lá em cima. Dá pra comprar em inglês e o bilhete vem eletrônico. Foi a cia que usamos pro trem noturno Praga/Cracóvia (vou falar pra frente) e o trem era um pouco velhinho.

SuíçaSBB. Dá pra comprar em inglês, mas não há ticket online, é necessário retirar em alguma estação DA SUÍÇA.

Pro trecho Londres/Paris, vá de Eurostar. Saindo de Londres aqui e de Paris aqui.

Caso Queira Comprar em Português e No Brasil

A TT Operadora é da Lufthansa e você pode comprar qualquer trecho de trem com eles, pagando uma taxa extra. Eles mandam o ticket por correio e chega rapidinho.  Já usei e recomendo.

A Rail Europe (um grupo de companhias ferroviárias europeias) também tem um site brasileiro e entrega os bilhetes por correio. Nunca usei porque eles costumam demorar pra enviar o ticket. Quando pesquisei o meu, ia demorar mais de um mês e eu já nem estaria mais no BR. Li que pra alguns trechos agora eles emitem bilhete online, então vale a pena checar.

1ª ou 2ª Classe?

A não ser que a 2ª classe esteja com um desconto muito grande, eu geralmente opto pela 1ª. A diferença de valor não é tão gritante, as poltronas são mais espaçosas e há mais lugar pras malas.

Além disso, o vagão é geralmente mais silencioso. Na 2ª classe, não é incomum encontrar grupos de turistas viajando – e conversando – em bando, enquanto na 1ª classe a maioria é de executivos trabalhando quietos.

A Trenitalia até oferece alguns vagões “silêncio”, em que você não pode conversar. O negócio funciona e é uma delícia! Dá pra dormir legal …

Trem Noturno

Só discordo do Ricardo Freire em um ponto: alguns trens noturnos valem, sim, a pena. Se, por exemplo, você estiver em um esquema de conhecer vários países em pouco tempo, dormir em um lugar e acordar em outro pode te poupar horas importantes no seu roteiro.

Quando decidimos incluir Auschwitz na nossa viagem que passava pelo leste europeu, os dias apertaram bastante e dormir em Viena e acordar na Cracóvia foi bastante providencial, considerando que nosso tour sairia de lá às 08:00 (se fossemos pegar um voo, teria acordado antes das 04:00, então o trajeto noturno, além de tudo, nos poupou horas de sono).

Quando o trajeto é curto, melhor ainda, porque a maioria dos trens noturnos são programados para fazer os trajetos em no mínimo 8h, o que significa que a velocidade é bastante reduzida e não há tantas brecadas e chacoalhões quanto nos trens normais. Além disso, quando você compra o ticket noturno, seu assento já é ou vira uma cama. Sempre opto pelo vagão privativo.

Algumas cias fornecem, inclusive, o café da manhã. Na Deutsche Bahn você até escolhe entre as opções de café na noite anterior e a comissária te acorda com o café no quarto. Sensacional!

Pra mim, o balancinho leve do trem até ajuda a embalar o sono e sempre durmo muito bem (até na poltrona eu capoto)! Mas se você tem problemas pra dormir, a opção fica menos atrativa.

Boa viagem de trem pra vocês!

Advertisements

8 thoughts on “TREM NA EUROPA – GUIA PRÁTICO

  1. Pingback: Capri – Como Chegar e O Que Conhecer | Diários de Férias

  2. Pingback: Veneza em 2 Dias | Diários de Férias

  3. Pingback: Europa em 24 Dias – Considerações e Roteiro | Diários de Férias

  4. Pingback: Costa Amalfitana – Dicas Práticas | Diários de Férias

  5. Pingback: Europa em 20 Dias – Considerações e Roteiro | Diários de Férias

  6. Pingback: Dois Dias na Cidade do Porto | Diários de Férias

  7. Parabéns pela forma clara e didática com que escrevem… Uma dúvida. Estou começando a organizar uma viagem pela Europa: Portugal, Itália, Londres e França. A idéia é fazer os deslocamentos entre países e dentro dos países de trem (pelos mesmos motivos citados no post..rs). Será que vale a pena comprar o Europass ou é melhor comprar os trechos individualmente?

    • Obrigada, Carolina! Quando eu fiz, comprei os trechos avulsos, mas faz tempo. Vc precisaria ver o valor do europass e cotar quanto ficaria cada trecho individual. Vale também ver se o europass cobre todos os trechos que vc vai fazer. Beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s